Quase Nada | Next to Nothing

Na era do consumo e do individualismo, a arquitetura tem sido concebida como espetáculo, como objeto a ser reconhecido e admirado. "Quase Nada" consiste em representações abstratas da arquitetura contemporânea. Frações quase irreconhecíveis de edifícios notáveis articulam singelas composições geométricas. As imagens resultantes aludem ao minimalismo tanto como linguagem visual quanto como atitude crítica em relação à “sociedade do espetáculo” (Guy Debord) em que vivemos | In the era of consumption and individualism, Architecture has been conceived as spectacle, an object to be recognized and admired. "Next to Nothing" consists of abstract representations of contemporary architecture. Almost unrecognizable fractions of remarkable buildings articulate very simple geometric compositions. The resulting images allude to minimalism both as visual language and as critical attitude towards the "society of the spectacle" (Guy Debord) in which we live

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon